Aletheia

A Ceia do Senhor

  • by
A Ceia do Senhor com qual frequência? por D. G. Hart e John R. Muether tradução de Natan Cerqueira      O Diretório de Culto da Igreja Presbiteriana Ortodoxa [1] parece dar duas instruções muito diferentes acerca da Ceia do Senhor. Por um lado, ele descreve a Ceia do Senhor, assim como o Batismo, como um elemento “ocasional” do culto público a Deus. Por outro lado, ele direciona as congregações a… Continue a ler »A Ceia do Senhor

Reformando o Culto: Reverência, a Tradição Reformada e a Crise do Culto Protestante

  • by
por D. G. Hart tradução de Natan Cerqueira Dentro dos círculos evangélicos, tanto clero quanto laicato estão dando grande atenção ao culto. As congregações cantam “cânticos de louvor” (completos com projetores e guitarras) ou corais treinados (completos com becas e órgão de tubos) deveriam cantar as grandes obras da música sacra? Os cultos deveriam ser atualizados para serem mais amigáveis, mais acessíveis aos “sem igreja” ou deveriam continuar com seus… Continue a ler »Reformando o Culto: Reverência, a Tradição Reformada e a Crise do Culto Protestante

Da educação do futuro orador

  • by
por Quintiliano “São a paixão e a fantasia que nos deixam eloquentes” — Marco Fábio Quintiliano. 1. Na maior parte das crianças não falta inteligência, e sim a aplicação. Ao nascer um filho, o pai nele concentra todas as esperanças, visto que, desde o início, procura esmerar-se. Isto, porque é falsa a queixa de que são poucos os que podem aprender o que se lhes ensina e, se a maior… Continue a ler »Da educação do futuro orador

Eric Voegelin e o docetismo

  • by
por Juliano Chaves Baptista Parte I: Influências de Kierkegaard na filosofia de Eric Voegelin Eric Voegelin é um filósofo muito mais famoso pelo uso panfletário de determinados aspectos do seu pensamento do que, de fato, por ser alguém estudado de forma integral. É interessante o uso que muitos apologistas católicos fazem de trechos de sua obra, especialmente do livro IV do História das Ideias Políticas – na parte em que… Continue a ler »Eric Voegelin e o docetismo

Sete Problemas com uma Igreja Movida a Atividades

  • by
por Rev. Thom Rainer, Ph.D. tradução de Natan Cerqueira Muitas igrejas estão ocupadas; provavelmente, muito ocupadas. Os calendários de igrejas se enchem muito rapidamente com uma miríade de programas e atividades. Embora nenhuma dessas atividades possa ser individualmente problemática, a presença de muitas opções pode ser. Uma igreja movida a atividades é uma congregação cuja visão de corpo é aquela que diz que quanto mais ocupados, melhor. Dessa perspectiva, mais… Continue a ler »Sete Problemas com uma Igreja Movida a Atividades

Martinho Lutero e o erro de Eric Voegelin

  • by
Introdução O tratamento de Eric Voegelin em relação a Martinho Lutero em História das Ideias Políticas (daqui em diante, História; asreferências de páginas, quando não forem descritas, pertencem ao vol. IV da História) é um retorno à força de espírito e à subtendida escrita furiosa. Aos que não estão familiarizados com este material, deixe-nos começar dando alguns exemplos: Primeiramente, o capítulo voltado a Lutero e Calvino é intitulado “A Grande… Continue a ler »Martinho Lutero e o erro de Eric Voegelin

A reforma não intencionada de Dostoiévski

  • by
Os personagens de Fiodor Dostoiévski, como o próprio Fiodor Dostoiévski (surpresa!), frequentemente revelam uma hostilidade ao protestantismo e, em geral, à cristandade ocidental. Pode-se ver isso em Os Irmãos Karamazov. Por exemplo, em O Grande Inquisidor, Ivan se refere a “uma terrível nova heresia” que “apareceu no norte da Alemanha”, isto é, o luteranismo [1]. Em Que Assim Seja! Que Assim Seja!, numa discussão sobre tribunais eclesiásticos, o ancião Zosima… Continue a ler »A reforma não intencionada de Dostoiévski

Nossos Ídolos, por Rui Barbosa

Cerramos hoje, aqui, as contas públicas que a querela da Gazeta de Notícias nos induziu a dar da nossa atitude, da nossa linguagem, das nossas intenções. Se tão abundantes satisfações ainda não satisfazem o estimável colega, ao menos envidamos o possível, por honrar a alta origem da provocação, não obstante a surpresa que nos causou a nós e a todos. Demos o que de nós podíamos dar; e, se ficamos… Continue a ler »Nossos Ídolos, por Rui Barbosa

A Igreja, por Eduardo Carlos Pereira

  • by
“E se tardar para que saibas como deves portar-te na Casa de Deus, que é a Igreja do Deus vivo, coluna e firmamento da verdade” I Timóteo 3:15 Pondo de parte qualquer outra asserção do Apóstolo no texto, é meu intento, prezados irmãos, indagar nesta hora alguma coisa sobre a natureza do Deus vivo, que afirma S. Paulo ser a Casa de Deus, coluna e firmamento da verdade. Em face… Continue a ler »A Igreja, por Eduardo Carlos Pereira